terça-feira, 25 de maio de 2010

:: Uh, desfraldô, demorô mas abalô!



Esqueci de contar que, aos 2 anos e 9 meses, Alice finalmente se livrou das fraldas! E a culpa da demora, adivinhem, foi da mãe (claro, que culpa não é da mãe?).

Então confesso: eu estava com preguiça. Preguiça mortal do perrengue desfraldatório (ai, xixi no chão... ai, cocô na calcinha... ai, visitas a banheiros públicos infectos a qualquer hora ou local...). Então fui adiando, recorrendo aos autoenganos que tanto me são convenientes:

agora não dá porque ela começou a escola,

nem agora porque ela trocou de escola,

nem agora porque ela vai ganhar um irmão,

nem agora porque ela tá com gripe,

nem agora porque a gente vai viajar e voar por 14 horas e imagina se eu vou entrar num avião com uma menina sem fraldas que não controla os próprios esfíncters (mentira, ela controla fácil fácil, mas eu não sabia).


Tanto adiei que Alice se encheu e decidiu se desfraldar sozinha. Ela simplesmente passou a arrancar as fraldas por conta própria e ficar peladona pela casa quando lhe desse na telha. Assim, aos pouquinhos, foi treinando os avisos e xixis na privada (pra cocô ela costumava pedir as fraldas de volta, pois acostumou com a acocoradinha - se agachava pelos cantos e voilá!). Então há meses estávamos assim: em casa Alice treinava um pouco a vida de desfraldada, e na hora de sair colocava a fralda.

Há umas 3 semanas decidi tirar de vez de vez as fraldas do dia. Tivemos 3 acidentes xixizísticos no primeiro dia, uns acidentes isolados nos dois seguintes e fim: operação completada com sucesso. O cocô não escapuliu nenhuma vez, mas ela precisou de uns dias pra se descondicionar da acocorada. Resolveu a questão agachadinha na privada, os pés no assento, pra manter a posição de costume. Lá pro terceiro dia percebeu que dava pra fazer cocô sentada, e pronto, assunto resolvido.

Estou mantendo as fraldas da noite, até porque ainda tenho meio pacotão em casa e hei de usá-los até o último centavo gasto. Mas notei que a fralda tem amanhecido sequinha, e Alice sempre acorda pedindo pra fazer xixi. Calculo que em umas duas semanas a fralda da noite será aposentada também.

Apesar da demora (e do dinheiro gasto com fraldas talvez desnecessariamente), não me arrependo de ter esperado tanto. Uma vez começado pra valer, o processo foi bem rápido - e claro que a maturidade dela conta. Ela fez tudo no seu tempo, sem ansiedade. Foi bem mais tranquilo e menos traumático do que eu imaginava. E não tivemos nenhuma calcinha lambrecada de cocô, o que pra mim não tem preço!


Sei que contrariei a lei fundamental do desfralde ("tirarás a fralda de uma vez para não confundir a cachola de seu filho!"), e realmente notei que ela se atrapalhava no começo, fazendo umas caras de Ops! e me perguntando: eu tô de fralda? Mas as confusões nunca foram muito graves e sempre deu tempo de correr pro banheiro, então acho que essa pequena contravenção valeu a pena. As regras tão aí pra serem quebradas mesmo, certo? De qualquer maneira, vale mencionar a dica que ouvi milhões de vezes (faça o que eu digo, não faça o que eu faço...):

Na hora do desfralde, mantenha a decisão e resista à tentação de colocar a fralda em ocasiões especiais, pois isso só confunde a criança. Tirou, tá tirado!

Viu, gente? ;)


Outra dica que foi valiosa (valeu Tatá!): comprei cartelinhas de adesivos, e a cada xixi ou cocô feitos no banheiro Alice podia colar um na tampa da privada. Foi o estímulo que ela precisava pra querer usar o troninho o tempo todo. Tenho hoje, além de uma menininha desfraldada, privadas altamente decorativas (ainda que um tanto infantis...). Saldo positivíssimo!


E aí, colegas? Quem mais tem dicas pra iluminar as mamães nesse momento tão difícil (ou não)?



* as calcinhas da foto são Small Paul, linha infantil da Paul Frank. Visitamos a loja em Berlim e é de gritar de tão fofa (e depois gritar mais alto de tão cara!). Parece que acabou de abrir uma loja no Shopping Iguatemi, em São Paulo. Alguém tem dinheiro coragem?


44 comentários:

  1. Concordo plenamente... acho que se a mãe ou o pai nao estao preparados para esta fase então espere mais um pouco. Aqui em casa foi assim. Resolvemos tirar a fralda, mas sempre que iamos no shopping ou em qualquer outro lugar meu marido corria e colocava a fralda nele. Ate que dei um basta e disse: tirou ta tirado, nao pode confundir a cabeça dele. Hoje ate em viagens ele vai de cueca. Quer fazer xixi? Paramos num lugar e ele faz.
    Uma dia muito boa é fazer essa retirada principalmente no verao pq fica mais facil. Eles ficam so de cueca ou calcinha e isso so ajuda.
    beijos e beijos nessa mocinha

    ResponderExcluir
  2. Amei, amei, amei este post. Confesso que fui muito parecida e, no final, o Caio desfraldou no mesmo tempo que as crianças cujas mamães seguiram a cartilha. Ou seja, juntando o nosso jeito com o tempo certo, tudo chega no mesmo lugar. EEEE!!! Detalhe, se for pra fazer passeio na rua por muito tempo, prefiro mil vezes a boa e velha fralda do que nossos fantásticos e limpíssimos banheiros públicos!

    ResponderExcluir
  3. Puxa, tô entrando nessa fase...de ficar adiando....o Rafinha tá com 2 aninhos será que é cedo? Já fez uns numeros 1 e 2 no troninho que ganhou, mas não é sempre que aceita....tbm tenho preguiça e falta de tempo já que trabalho..espero que ele tbm decida por si só...kkkk....e parabéns pra vc e pra ela!!!!bjs

    ResponderExcluir
  4. Ah, que legal, parabéns pelo sucesso desta operação!!

    Sei como é difícil, sou professora de berçário e vi isso muuuito... tive que lavar muitas calcinhas e cuequinhas "marcadas"... mas temos mesmo é que esperar o tempo e o ritmo deles... quando a gente menos espera! opa! já aconteceu!!

    Mas que legal, mais uma etapa que ficou pra trás (e um gasto a menos!)

    Um beijo

    ResponderExcluir
  5. Eu dizia que a minha Alice não estava pronta... um dia, aos 2 anos e 3 meses, ela olhou para mim e anunciou que "A Alice num usa mais fodinha!"
    E assim foi... Mas a noturna nem penso ainda em largar... no dia que ela se sentir pronta, me avisa!rs

    ResponderExcluir
  6. Eu tô nesse mesmo dilema só que com a chupeta. As mesmas desculpas: ah, mas ela acabou de entrar na escola; ah, mas eu tô grávida; ah, mas isso e aquilo. E ainda não consegui mexer nisso.
    Quanto às fraldas, as diurnas eu tirei logo que a Luísa fez 2 anos e foi super tranquilo. Mas demorei seis meses pra tirar a noturna, porque quis esperar que ela acordasse seca todos os dias. E foi ótimo. Ela nunca fez xixi na cama à noite até hoje. Levanta de madrugada e vai sozinha no piniquinho quando tem vontade, uma coisa fofa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Nossa, Mari, que bom ler esse teu post. Estou no momento pensando em começar o desfralde, mas vem sempre as dúvidas se já é hora, se ele tá preparado, se vai dar certo! E ainda aqui em Curitiba, começou agora o frio pra valer, e daí vai dando uma dó de tirar agora (fora que vai aumentar a quantidade de roupa suja, e com o tempo que tem feito aqui não seca de jeito nenhum). E sempre tem uma coisa e a gente acaba empurrando com a barriga, né? Mas enfim, vamos ver como o Chico vai reagir. bjão

    ResponderExcluir
  8. Acho a maior graça porque minha vó vive me azucrinando pra tirar as fraldas do pequeno, que ainda tem 1 ano e meio. Detalhe: ela começou a pegar no meu pé quando ele tinha 7 meses, dizendo que na época dela os bebezinhos sentavam no trono antes mesmo de andar. Lógico, afinal elas tinham que lavar fralda de pano à mão (e se fosse a nossa geração preguiçosa de hoje, acho que a criançada nasceria é sentada na privada). Enfim, Alice e mamãe é que estão certas. A fralda é uma comodidade adquirida, tanto para as mães quanto para os filhos - elas não se desesperam em tirar e eles decidem quando estão suficientemente à vontade para fazê-lo. Daí tudo funciona redondinho, com umas mijadelas esparsas por aí e uma cacetada de adesivos na tampa da privada, na parede, na pia... A casa agradece o colorido e sua filha certamente agradece a falta de pressão desnecessária! Beijos!

    ResponderExcluir
  9. achei muito bom, aqui em casa meu filho de agora 2 anos, deu sinais de desfralde há 2 meses, que foi quando iniciamos o desfralde. Ele queria usar cueca, avisava cocô xixi e pum e se incomodava com o cocô na fralda, ou seja, começamos, foi sucesso no começo, váaaaaaaaaaaaaaaarios acidentes e depois voilá, eis que entrou no meio de tudo um processo de trava tudo que ele parou de fazer cocô, simplesmente não se sentia seguro em nenhum lugar : penico, privada com adaptador, fralda, ou seja, estamos vivendo uma fase super difícil agora porque a prisão de ventre é psicológica, e ele segura até seu máximo limite, estou lendo a respeito, tentando fazer coisas lúdicas, ele evitava inclusive sentar em qualquer lugar para evacuar, ontem e hoje sentou, e agora com paciencia vendo livrinhos está dismistificando a ida ao banheiro, mas está sendo super desgastante e preocupante... vamos superar, mas veja só que ele foi super bem de cara e logo voltou atrás, não estava pronto como a mamis aqui achava... enfim, cest la vie. beijos!

    ResponderExcluir
  10. Olha, só digo uma coisa: tô com saudades!

    ResponderExcluir
  11. ai esse assunto eh fogo....a Nina ja esta com 2 anos e 2 meses e tem ZERO interesse em tirar a fralda.

    No Brasil todo mundo me diz que ja ta tarde...que isso que aquilo. Aqui nos EUA a media de idade para tirar a fralda é 2.5 a 3 anos.

    e eu vou usando dessa desculpa...

    ResponderExcluir
  12. É mari.. quando deixamos as coisas acontecerem com naturalidade não existem traumas. hehe
    Que bom que deu tudo certo com o desfraude da Alice.
    Beijos grande pra voces!
    ;*

    ResponderExcluir
  13. Estou começando a viver esse dilema, várias pessoas dizendo que tá na hora de começar o desfralde, inclusive o pediatra! Eu juro ue até tentei, comprei um penico e tudo! mas quem disse q Manu gostou da idéia? Não, não e não... tadica! eu que não vou traumatizar a minha bebê com essa história de que está no tempo exato! Vamos levando e com certeza saberemos a hora certa! rs
    beijoks!

    ResponderExcluir
  14. Gostei das calcinhas, mas fiquei com vontade de ver uma foto da decoração do seu vaso sanitário. Deve estar um loouusho!!

    ResponderExcluir
  15. Parabéns pra vocês duas!!! =D

    É uma delícia acompanhar a evolução de Alice, mesmo sem conhecer vocês pessoalmente! ;o)

    Beijão!

    ResponderExcluir
  16. Mari, que legal saber que ela teve um bom desfralde. O da Isa foi super complexo e precoce, por pressão da escola, que desfraldou todo mundo aos dois anos. Por conta disso, com quase quatro anos, Isa ainda faz xixi de noite na cama. Por isso, admiro a tua coragem em ter feito no tempo que você achou bom, e quando a própria Alice decidiu que estava madura. Parabéns! bjo
    Paloma e Isa

    ResponderExcluir
  17. Uhuuu! Parabéns para a Alice!

    ResponderExcluir
  18. Bom ouvir isso!!! Também estou adiando essa coisa, tenho a maior preguiça dessa coisa de xixi no chão e cocô na cueca... E eu acho que o Gui naõ está pronto, ele ainda não pede nem avisa...

    ResponderExcluir
  19. Parabéns!!!

    Concordo que depende dos pais, mas também acredito que devemos respeitar o tempo dos pequenos.
    No ano passado decidi que tiraríamos a fralda, mas logo percebi que minha pequena não estava preparada. Ela prendia demais o xixi e eu fiquei preocupada.
    Uns meses depois tentei novamente e foi fácil, fácil. Continuei com a noturna e agora, para alegria da nação, estamos livres de fraldas.

    Fraldas agora só com o bebê que vem aí.

    Bjssss.

    ResponderExcluir
  20. que legal esse post!
    o melhor mesmo é deixar as coisas acontecerem naturalmente!
    bjão

    ResponderExcluir
  21. Achei corretíssimo vc esperar que ela mesma decidisse que era a hora do penico. Eu também tive a preguiça mas tive que encarar quando o Ernesto aos 2 anos e quatro meses disse " Quero fazer xixi no vaso!" :-). Agora , aos 2 anos e 8 , estou tirando a fralda dos passeios curtos, para os longos ainda uso a fraldinha da huggies para treinamento, só para o caso de não dar tempo.

    Boa sorte por aí, o blog tá ótimo.

    ResponderExcluir
  22. "calcinhas lambrecadas de cocô" foi o máximo...não sabia q + alguém usava essa expressão, lambrecada...achei q fosse só eu e minha mãe..kkkk
    Parabéns pela conquista com a pequena!!!!

    ResponderExcluir
  23. Agora, que acocorada sai mais fácil, isso sai. É igual parto, querida!

    ResponderExcluir
  24. Lá em casa existe a teoria de que é melor tirr no verão (talvez isto só vaha aqui pro sul que faz um frio degraçado no inverno e a gente se enche de roupas). Então o PEdro tinha 2 anos e meio quando tirei as fraldas dele, numa viagem para TAmandaré (PE). PRa falar bem a verdade, achei meio traumatico, a gente la, naqueles restaurante a beira mar, sem estrutura nenhuma, só banquinhos de madeira, a areia e o mar azul e de repente, tinha que me despencar pra um banheiro com um pouco mais de estrutura... enfim, passou, como tudo passa e agora a Luiza ta com 1 ano e meio. Se eu for seguir a tradição, ainda tenho 6 meses pra pensar nisto

    :)

    beijos

    Pati

    http://coisasdemae.wordpress.com

    ResponderExcluir
  25. Oi, acho que duas coisas são legais: bom senso e senso prático. E isso tu mostraste que tens.

    Eu tentei com a Lalá que ela largasse a fraldinha, mas acho que ela não estava madura, então eu me estressei pra caramba e acabei voltando atrás. Foi melhor e ela demonstrou quando estava começando a ficar pronta.

    Tivemos ums tremenda regressão quando o Caio nasceu, sabe?

    Rolou cocô na calcinha que ela escondia atrás da cama... Deu depois uma tremenda prisão de ventre... Teve uma vez que ela até pediu pra colocar fraldas. Foi outro problema, mas hoje está superado.

    Ter essa tranqüilidade pra lidar com suas necessidades deve ser uma coisa tranqüila, pra que não fique sempre aquele clima tenso a cada ida ao banheiro ou a cada saída de casa, né?!

    Aqui em casa temos cuidado com uma questão importante: nada de tirar fraldas em época de frio, pra não ter aquele esquema de fazer xixi na roupa e ainda se gelar...

    Mas adorei tuas idéias e com o Caio espero que seja tudo no tempo dele, rpa ser muito mais light!!!

    beijo!
    I.

    ResponderExcluir
  26. Ai, que linda! Parabéns para mamãe e para filhota. Por tudo que ando lendo por aí, das mamães mais experiente, me parece que esperar torna tudo mais fácil. A criança já tem maturidade e tudo acontece sem traumas!
    Logo mais sou eu...mas só no calor! rs!
    beijinhos, Re

    ResponderExcluir
  27. Adorei a ideia do adesivo se tudo der certo daqui a 1 ano kkkk tiro a fralda da Paola (ela vai fazer 2 meses). Será? Parabens Alice! Bjs Cy

    ResponderExcluir
  28. post salvador.
    quando chegar a minha hora eu ia ter que usar toda sorte de desculpa pra justificar minha preguiça crônica.
    agora não.
    agora basta eu justificar dizendo " a mari disse assim que era pra esperar".
    hehe.
    beijo, gatona!
    ah! as calçolas do PF me lembram da foto da alice com a camisetinha, fofa de pai e mãe.

    ResponderExcluir
  29. Que bom que deu tudo certo pra Alice, que é o que mais importa.
    Você fez o melhor pra vocês duas e isso é o que vale.
    Aqui a fralda se foi com 1 ano e 8 meses. Eu fiquei impressionada pois foi ela quem teve a iniciativa... também tirava a fralda sozinha e pedia a calcinha assim que acordava. A diferença é que segui a cartilha. E aos 2 anos a da noite também foi sucumbida...
    Cada criança tem seu tempo.
    O que vale é ser feliz, concorda?
    Um beijão pra vcs!

    ResponderExcluir
  30. ai que delícia...
    e alívio...
    vc faz parecer tão fácil.
    já tentei tirar as fraldas do isaac, numa época de alergia, mas ele não quis nem saber, vinha aos gritos com a pampers na mão: PÕE!!!
    ele ainda está com 1 ano e 9 e não tenho pressa.
    demos um troninho pra ele, o qual o danado usa como baú pra guardar tudo o que encontra.
    vamos tentando
    bjocas
    carol

    viajandonamaternidade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  31. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  32. EBA!!! Nao ter dois tendo que trocar a fralda nao tem preco!!!! (com o predao do trocadilho!).

    Tambem sou super a favor do "tirou tah tirado". Deu super certo por aqui, mas tambem mantive as fraldas para sonecas e noite e tinha decidido que ia esperar ateh o Andre ter 3 anos, mas eis que um dia ele faz o escandalo do seculo dizendo que quer CUECA, eu fui na dele e nunca mais olhei pra tras.

    O problema foi quando quis fazer xixi como o papai, em peh. Aih minha filha eh aquela coisa de mira, oh god. Mas vou deixar essa dica pra daqui uns 3 anos quando for a vez do seu rebento.

    ps: e por falar nisso, jah tem nome?

    ResponderExcluir
  33. Ah! Uma dica que dou: ao inves de comprar pinico, compre aqueles redutores de privada. Uma transicao a menos e bem mais higienico!

    ResponderExcluir
  34. Viva!!! Palmas para Alice fofa que deixou as fraldas. Eu quando tiver filhos vou fazer igual á você adiar ao máximo kkk... Portanto minha amiga Mari você nunca estará sozinha por qui!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  35. Adorei o post e a dica....

    Foi falar com meu marido sobre o métdo com meu enteado e fazer isso quando for a época de Júlia (mas ela ainda falta - 01 mês só de vida...)

    Beijão

    ResponderExcluir
  36. Oi, Mariana!

    Lindo seu blog e seu jeito franco e direto de "falar".

    Olha, desfraldar é uma liberdade!

    O que tenho a colocar é que mães e pais não tenham pressa, respeitem seu próprio tempo e o da criança. Tudo a base do equilíbrio. Passei por isso com Pedrinho. Comecei a tirar a fralda dele com 1 ano e meio, por "pressão". Tanta gente me dizia que havia tirado do (a) filho (a) com menos de 1 ano, outras com 1 ano e meio e eu me senti "pressionada". Ele reagiu bem, mas, vi que não estava muito à vontade. Pedia sempre a fralda e chegou a ficar com prisão de ventre. Foi quando conversei com ele e disse que mamãe pensou estar fazendo a coisa certa, mas, se ele queria muito voltar a usar fraldinha, eu deixaria e ao poucos tiraria - lógico que minha "preguiça" em toda hora enxugar chão colaborou - eu cuido dele sozinha e antes dele entrar na escola, ficávamos full time, sem opção de uma terceira pessoa, só quando o pai chegava tarde da noite... era muita coisa para fazer e administrar...

    Passado o tempo, ele com dois anos e pouco, percebi os sinais de que ele queria tirar - ele também ficava nuelo pela casa - e fomos conversando e falei que tiraria a fralda e nada de colocar de novo, só para dormir - na verdade, era para que eu dormisse tranquila... - e ele topou. Só o coloquei na escola este ano, ele com pouco mais de 3 anos, então, não tive o apoio de um outro lugar. Me senti livre! Veja, eu me senti livre, imagine ele?! Foi uma grande vitória, porque foi uma processo apenas entre nós dois e foi rápida a adaptação dele, por haver uma predisposição. E vi o quanto nosso diálogo é importante. O quanto é importante esquecer o que os outros dizem e ver a real necessidade da criança. Isso não me impede de me estressar constantemente... risos.

    Escrevi sobre esse momento lá no blog, quando der, em dê a honra de sua visita.

    Beijos, Pat.

    ResponderExcluir
  37. Juro prá você: a notícia mais animadora da semana, porque a minha Alice, que por coincidência também está com 2,9 meses, chegou para mim e disse "mamãe o coelho da páscoa disse que eu não uso mais fralda" e está se recusando. Já a deixo só de calcinha em casa e a tarde, quando vai para a escolinha também fica sem. E assim como você relatou, EU tambpem protelei, arranjava desculpas, mas ao mesmo tempo "cobrava" o desfralde dela, até a psicopedagoga da escola disse que ela estava no seu tempo normal.
    Uhu! muito bom!
    Viva as Alice desfraldadas, ou quase!


    www.maesomudadeendereco.zip.net

    ResponderExcluir
  38. É bom demais ser mãe, não é? Eu vou fazer um blog para meu pequenino...em breve vou divulgar tb .



    Adorei..seu blog...estou navegando para divulgar meu blog.

    Visite meu blog e se gostar vai ser um prazer ter sua companhia.

    bjs

    www.tatidesignercake.blogspot.com

    ResponderExcluir
  39. Adorei seu blog.
    Estou passando para divulgar meu blog.

    Passe por lá...será mega prazer ter sua companhia.
    bjs carinhoso.

    www.tatidesignercake.blogspot.com

    ResponderExcluir
  40. Oi Mari,
    So para acrescentar às dicas que ja foram dadas (adorei a dos adesivos!), além de comprar redutor e não pinico (que ja foi falado), tb comprei um livrinho com a historia de um garoto que desfralda. So para tornar o todo mais ludico. E realmente, sem pressão...para ambos os lados!
    Bjs, Sut-Mie

    ResponderExcluir
  41. Voltando aqui pra dar um palpite sobre alguns comentários que vc recebeu. Sei que algumas mães aconselham a nem comprar o penico porque o redutor é mais higiênico, e é uma transição a menos, etc etc.
    Mas eu resolvi dar as duas opções para a Luísa e não me arrependo. Em algumas fases ela só queria o penico, outras quer só o vaso. Achei importante dar essa liberdade pra ela. Porque o peniquinho tem uma altura e encaixe melhor pra eles, já que ficam com os pezinhos no chão. Para alguns, pode dar mais segurança e fica mais fácil pra eles irem sozinhos, pelo menos no início do processo.
    Beijos e boa sorte por aí.

    ResponderExcluir
  42. Mari, fiz um post lá no meu blog agradecendo os 5 blogs que mais deram acesso ao meu blog, em maio! O seu foi o 1º!

    http://marianamaedeprimeiraviagem.blogspot.com/2010/05/blogs-que-mais-deram-acesso-ao-meu-blog.html

    Obrigada!

    Bjs,
    Mariana

    ResponderExcluir
  43. Ai... tô louca-louca pra minha Pissuca desfraldar também!
    Meus parabéns... depois do desmame, o desfralde é realmente um marco! rs..
    beijos..
    Simplesmente amo o seu blog

    ResponderExcluir
  44. O Leo foi meio assim também, desfraldou do dia com 1 ano e 11 meses e da noite com 2 anos e 4 meses, tbm não dei muito ouvidos à ninguém, fiz o que achei que eu devia e deu certo! A gente na verdade, subestima os pequenos, eles são muito espertos e tem mais controle do que pensamos. Adorei o post. Beijos.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails