segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

:: O meu segundo filho


Teve um dia, eu ainda barriguda de tudo, em que temi pelo Luquinhas. Pensei em como faríamos pra encontrar o lugar dele na família, já tão plena e deliciosamente cheia de Alice. Eu pensava assim: será que vai sobrar espaço pra esse segundinho? Como vai ser, meu deus?

Pois está sendo assim:

Meu segundo filho tem menos brinquedos, menos roupas, menos fotos.

Meu segundo filho não tem um quarto só dele, nem armário, nem cômoda. Tem umas gavetas emprestadas no quarto da irmã, um berço no quarto dos pais e um trocador improvisado.

Meu segundo filho é constantemente confundido com menina por andar num carrinho cor-de-rosa. Seu berço é forrado por lençóis floridos e o cadeirão é salpicado de rosas.

Meu segundo filho come frutas com colherinhas de café, e toma banho no chuveiro ou na pia desde o segundo mês - porque banheirinha é coisa de principiante.

Meu segundo filho ouviu menos Mozart e mais Tiê. Menos Beethoven e mais Blossom Dearie. Não conheceu os DVDs do Baby Einstein, mas adora assistir a Os Anjinhos com a irmã.

Meu segundo filho troca menos fraldas e toma menos banhos. As chupetas não são obsessivamente lavadas e a água que bebe nem sempre é fervida.

Meu segundo filho experimenta as sopas do meu prato (sopas de regime, atenção, que eu agora sou dessas pessoas que fazem regime). Bebe golinhos do meu suco em copo de requeijão, porque ninguém aqui tem mais saco pra copinho de treinamento. Já comeu chocolate, feijão e borda de pizza. E ele mal completou 6 meses!

Meu segundo filho senta sozinho, e eu não faço idéia do momento em que isso foi acontecer. Quando vi, já foi. Meu segundo filho não tem datas anotadas nem lembrancinhas guardadas.

Meu segundo filho é independente e não se importa de brincar sozinho. Aliás, ele também não se importa muito de ser "esquecido" num canto por uns 10 minutos. Fica tranquilão esperando o resgate, e sorri simpaticamente para a boa alma que o trouxer de volta ao convívio com outros humanos.

Meu segundo filho divide brinquedos enxoval quarto discos espaço atenção família amigos e pais. Divide tudo desde que nasceu.

Apesar de tudo isso (ou por causa de?), o que o meu segundo filho mais faz - mais que dormir, mais que mamar, mais que fazer cocô - é rir. Eu cheguei a achar que ele estava confundindo as expressões e rindo quando queria chorar, esbravejar ou fazer cara de susto, mas não. Ele de fato ri contentão o dia inteiro, pra qualquer pessoa, em qualquer situação.

Meu segundo filho é completa e ridiculamente feliz. É tranquilo, tolerante, adaptável e facílimo de se lidar. Um pequeno buda sorridente e desdentado. E isso deve ter a ver com o fato de que o meu segundo filho, quando chegou por essas bandas, foi dar numa família absolutamente relax. Uma mãe menos ansiosa, um pai menos preocupado, uma irmã adorável que abriu caminhos e amenizou neuroses pra facilitar a vidinha dele.

Se um dia eu temi pelo Luquinhas, é porque eu não tinha idéia de que os segundos filhos é que são felizes.



115 comentários:

  1. Que fofo que ele está! E eu, como a terceira da minha família, posso dizer que fui bem feliz! bjos
    Paloma e Isa

    ResponderExcluir
  2. Mariana, que post lindo! Cheio de amor. Ando muito sensível com essa coisa do segundo filho, louca por um e ao mesmo tempo me perguntando se vai dar, se vou ter tempo, dedicação, cuidado como tive com a Nina. Depois desse sorrisão do Lucas, aff, pq a dúvida?
    Obrigada! Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. lendo seu comentário hoje (14/06/2013) mais de 2 anos depois de escrito, eu estou sentindo exatamente o q vc comentou aí acima... me emocionei com o texto, decidi deixar Deus agir e manisfestar a Sua vontade na minha vida.

      Excluir
  3. kkkkkkkkkkkk
    isso me lembra uma piada ótima que postei uma vez...

    http://littlelittlediva.blogspot.com/2010/07/recordacao-x-descontracao.html

    sempre dizem que o segundo e terceiro filho são bem mais faceis de criar... mas acho que é a gente que para de dificultar tanto as coisas né?

    bjooooooo

    ResponderExcluir
  4. Pra ver que eles precisam mesmo de muito pouca coisa (e, com certeza, de muito pouca neurose). Mas me diga: se eu deixo minha promogênita com um ano beber a água da piscina inflável (onde ela brinca pelada, e provavelmente, dá uma mijadinha de vez em quando), o que será do segundo?

    ResponderExcluir
  5. Ai, Mari, que post mais fofo! Acho que é bem por aí mesmo. Sabe que tô tentando ao máximo ter tranquilidade e paz nessa gravidez pra não pirar muito. Tem gente que viaja e faz da maternidade de primeira viagem uma loucura só, cheia de exageros e neuroses. E isso, com certeza, reflete diretamente nos pequenos. Vamos ver o que me espera realmente quando a minha Alice chegar por essas bandas. Tá quase! Daí te conto. rs

    Beijão!

    ResponderExcluir
  6. O segundo filho nos liberta de neuroses, inseguranças, conselhos porque vc ainda é inexperiente e da mania de esterelização.
    Viva o segundinho!

    ResponderExcluir
  7. Ai, sorriso lindo!!! Como primeira filha, posso dizer que a pressão é muito grande. E me pego fazendo essa pressão na minha única (por enquanto). Não vejo a hora de trazer um irmãozinho para amenizar as pressões da família.
    bjos

    ResponderExcluir
  8. Adorei!
    Por isso é que não rola tanta neura com o primeiro filho. Sei que o segundo vai ser bem mais relax e não vai morrer por causa disso :) Eu sou a primeira de três e olha, a vida dos meus irmãos foi bem mais fácil depois que eu já tinha aberto o caminho.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Eu poderia tere escrito esse post, Mari. Também tenho a sensação que a Rafaela é muito mais sossegada e sorridente do que a Luísa era na mesma fase. Ela tb ri o dia inteiro para tudo e para todos. Tudo também é muito mais desencanado com ela e parece dar certo. Nem cólicas a bichinha teve. E, assim como você, também acho que isso tem a ver com a maior tranquilidade que nós, pais, temos no segundo filho. Menos neuras, menos regras rígidas e mais alegrias. Bom demais.
    O Luquinhas tá lindo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Ai, que bom Mari. Também temo (ou temia?) pelo meu segundo filho que nem encomendado está. Sou filha única e essa sensação de "será que vai ter espaço pra mais um nessa família" é mais difícil ainda de se entender pra quem é filho único. Obrigada pelo post. Terminei de ler com água nos olhos.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Menina, que post perfeito! Foi exatamente o que senti com meu segundo filho, e morria de medo de nao ter lugar pra ele. Hoje ele tem 2 anos e meio e vive uma vida TAO leve, brinca e se diverte muito mais que a irma mais velha, e tambem nao se importa de ficar sozinho, e tambem ri a toa. Prepare-se para as emoçoes do terceiro filho (nunca se sabe). Eh uma experiencia incrivel!! TAO mais facil de cuidar. E eu que pensava que o segundo era tranquilo e risonho. Beijocas

    ResponderExcluir
  12. Mariana, querida, sempre acompanho seu blog, adoro! Só vou comentar esse post pra dizer o óbvio: como nós mães somos loucas, não é? Ainda bem que nossos filhotes sobrevivem a isso... Parabéns pelos filhotes lindos!!!

    ResponderExcluir
  13. AMEI esse post, flor.
    me tranquiliza por demais. tô com um post no rascunho sobre as angústias dessa segunda gravidez (que pelo jeito também rolaram aí) e sempre lembro de um post seu sobre o primeiro, o segundo e o terceiro filhos (lembra?).
    Bom saber que justamente por estarmos mais desencanadas os pequenos ficam livres leves e soltos (e mega sorridentes, que fofo!). Tomara que seja assim por aqui também, você me tirou quilos de culpa das costas! rá!
    beijo

    ResponderExcluir
  14. fiquei curiosa p saber como foi com a 1°. Pq o meu priomeiro e por enquanto unico filho, ta demais! Quer tudo e toda atençao p ele. :(

    ResponderExcluir
  15. que lindo! To até chorando. Estou passando exatamente por isso agora...segundinho a caminho e aquela insegurança de como vai ser nossa vida que já está, digamos assim, redondinha (e levou um bom tempo para arredondar).
    Fiquei muito feliz em ler esse post.
    bjos

    ResponderExcluir
  16. Coisa gostosa esse seu segundo filho! Eu, seguramente, ainda não estou preparada para isso e acho que ainda vai demorar!!! Enquanto isso, acompanho por aqui as suas peripécias :) Parabéns!

    ResponderExcluir
  17. Melhor descrição do que é ter um segundo filho. Aqui eu nunca fervi água, para nada. Nunca esterilizei uma peça (ela começou a comer aos seis meses e seis meses não é mais idade para esterilizar nada, desde a primeira), dou banho de chuveiro, "esqueço-a" no chão por longos minutos - e acho que por isso ela sentou cedo e já está quase engatinhando, se arrasta por meia sala enquanto eu faço as minhas coisas. É tão bom, né? Tão mais fácil, tão mais simples, tão maos relax... para todos. Pena que os primeiros (eu, inclusa) não tiveram a sorte de serem os segundos!
    Beijos de uma primogênita quase frustrada depois deste relato

    ResponderExcluir
  18. Faço minhas as palavras da Lia. Se já fui bem desencanada com o primeiro, o que será do próximo? Uma amiga diz e tem razão: o segundo filho tem que dividir tudo, mas em troca tem pais mais experientes e tranquilos.
    Lucas está lindo!
    Bjs

    ResponderExcluir
  19. Mari, este seu post é uma sacanagem com as barrigudas cheias de hormônios! Chorei litros!
    Seu segundo filho é lindo, feliz e muito amado, como toda família dele!
    Bjs. nos 4!
    Lu e Ana Clara (ainda na barriga)

    ResponderExcluir
  20. Com C E R T E Z A! O segundo filho está mais livre das tensões e ansiedades de uma mãe obsessiva de primeira viagem!!! :-) Eu sei pq sou a segunda filha...rs rs.

    Ele tá um fofo!! Sorrisão lindo de morrer!!!

    Beijos ILUMINADOS!

    ResponderExcluir
  21. Esse menino eh pura felicidade, dah para ver na foto !!!!

    ResponderExcluir
  22. Que lindo! que lindo menino e que linda homenagem! concordo plenamente com a Roberta qdo diz: eu poderia ter escrito, mas não, nem de longe tenho a capacidade de palavras tão belas, mas os sentimentos são os mesmos com certeza!
    Sabe, qdo fiquei grávida da Carol, tb pensava, como será possível amar outro filho, sendo que todo amor que há no mundo despejo em cima do Enzo?!Que tolinha!incrível como pode uma "mãe" pensar tal coisa, creio que o segundo (terceiro...) faz a maternidade se concretizar e a gente aprender a dimensão do "amor de mãe"
    Um beijo nos fofos!

    ResponderExcluir
  23. Lindo texto... muito sincero, verdadeiro! Sou mãe da Manuela, de 3 meses, e já ando notando o quanto me preocupava com bobagens nos primeiros dias!
    Parabéns pelos filhos lindos! Bjo

    ResponderExcluir
  24. Mari,
    nasceu em mim uma ponta renovada de ânimo pro segundinho.
    ando numa preguiça louca e cehia de culpa por ter um maridex transbordando de vontade de aumentar a prole.
    adorei.
    bjo bjo bjo

    ResponderExcluir
  25. Você não faz idéia de como este post foi importante. Meu segundo filho nascerá em 3 semanas!

    ResponderExcluir
  26. Tá implícito no seu texto, mas eu quero deixar explícito no meu comentário:

    Seu segundo filho é LINDO!

    Pra variar, seu texto também. E, assim como Paloma, fiquei meio frustrada em ser a primogênita hahahha Ainda bem que meu marido é o segundo filho =)

    Beijo, querida.

    ResponderExcluir
  27. ai que lindezinha.
    realmente maldade com as barrigudas de plantao (aka chorei e ainda to gravida do primeiro - vai entender?).

    beijos pros lindos todos dessa casa relax!

    ResponderExcluir
  28. Gente, meu primeiro filho é um segundo.... hahahahaha, ele é todo trabalhado nas divisões de enxoval (de vários bebês), quartos e tudo mais!

    coitado do segundo propriamente dito, que ainda nem sabe quando vem!

    Parabéns pelo Lucas tããão fofo!

    Beijão

    ResponderExcluir
  29. Ai que lindo!! Estou me preparando para o segundo e estava com estas mesmas perguntas - que foram respondidas lindamente aqui !! Que gatinho feliz !!!

    ResponderExcluir
  30. Mariana, passei ontem o dia inteiro pensando nisso, achando que estava deixando meu segundo filho em segundo plano. Ao mesmo tempo, vejo como ele é feliz, muito feliz. Então esse teu post me fez chorar, de felicidade! Bjo

    ResponderExcluir
  31. amei a reflexão!!
    minha filha completa 5 anos em agosto e ainda não tive coragem de ter outro. ela tbm não pede.
    mas eu gostaria. meu marido tbm.
    até agora nada!!!
    porque pensamos muito!! e pensar, nesse caso, atrapalha!!!

    bjks

    ResponderExcluir
  32. Que coisa mais linda de menininho sorridente. E eu só posso concordar com o post inteirinho. Nana dorme felizona em lençois de carrinhos e come mais feliz ainda em prato do woody. Já experimentou de tudo e sorri, sorri, sorri e sorri o dia inteiro.
    Excelente post, como sempre.
    beijos

    ResponderExcluir
  33. E eu que tô sonhando com o primeiro (ainda não feito), me percebi já desejando o segundo depois de ler esse post. Gente que vontade é essa que dá de ter um filho? Dia desses eu nem me admitia pensar nessa possibilidade. E hoje, aos meus 27 anos, 2 anos de casamento e desempregada a duas semanas, não consigo pensar em outra coisa senão: "eu quero meu bebê!!!" Tô louca? Ou isso é completamnte normal? Que coisa mais linda banguela é esse seu filho! Parabéns!!

    ResponderExcluir
  34. E não é? Eu também fiquei aflita como você e com o Leo o que acontece por aqui é o mesmo. Quem dera a gente ter sido mãe com essa experiência toda não? Os segundinhos que são mais felizes! Beijos e o Lucas tá liiiiiindo!

    ResponderExcluir
  35. Ai Mari, que coisa mais linda... tô até me animando pro segundinho (só preciso convencer o marido antes).
    Ele tá lindão com esse sorriso banguela (e o Raphael também muitas vezes é confundido com menina, apesar de andar em carrinho azul. Vai entender esse povo sem noção!)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  36. Filhos de uma mãe que se olha assim, com franqueza, no espelho, e que os olham com admiração além de amor, serão todos felizes - da primeira ao último... cada um a seu jeito.

    Parabéns pelo post. Que seja lido por todas as novas e futuras mamães! Abaixo a neura! Viva a vida!

    ResponderExcluir
  37. com o Lucas eu nao saio a noite, never, pra nao mentir, saí na noite de natal, tá? nem no ano novo, hahaha

    mas eu me pego pensando pra que? tenho certeza q com o segundo vou sair, e vou ser bem mais desencanada com a rotina.

    aqui é tudo em paz, tudo leve, mas nao abro mao da bendita rotina, ela manda até em mim, sou um grude na rotina... e com o segundinho, vai ser assim?? hehehehe

    bjo em ti, bjo na alice, bjo no lucas lindo!!!

    www.batatinhatinha.blogspot.com
    @batatinhatinha

    ResponderExcluir
  38. Ai que lindo texto!!! Eu estou grávida de primeira viagem e estou nas neuras...kkkk... mas, curtindo muito o momento!!! E que sorriso mais fofo, dá vontade de apertar bem muito!! bjk

    ResponderExcluir
  39. Gente, que menino mais lindooooo!!!
    Lendo teu post parece que tava vendo a minha casa, a minha Clara e o meu Gabriel...o Gabriel tbem é o "segundinho", e é bem assim mesmo...menos neura, mais relax, mais feliz...
    Beijossss

    ResponderExcluir
  40. Mari,
    falei semana passada no meu blog, o qto o Felipe era sorridente tb! Muito..muito..muito!!! Acho que é a magia dos segundos filhos!
    Parabéns pelo Luiquinhas!!
    E novamente total identificação com cada palavra e virgula que vc escreveu!
    Beijocas

    ResponderExcluir
  41. Bravos são os primogênitos que tem uma mãe neurótica (eu) e aflita. Os segundinhos, já chegam quebrando os paradigmas.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  42. Amo seu blog exatamente por isso: a desprentensão de criar 'seitas ditadoras de como se criar filhos'. Parabéns pelo que és e em especial, parabéns a Alice e Lucas pela mãe bacana que eles tem!

    ResponderExcluir
  43. Mariana, que post mais lindo!!! Escreve um livro! Ou pelo menos imprime esse texto pra mostrar pra ele quando crescer.
    Sério, adorei. E seu filho é muuuito fofo!
    Parabéns

    ResponderExcluir
  44. Verdade. Verdade. Verdade mais que verdadeira.

    Os segundos sao tao bem mais resolvidos, neh? Eu tambem tinha um medo de que nao podia existir lugar para o Tomas na nossa familia e agora olho e nao dah pra imaginar de outro jeito!

    Lindo post, Mari!

    Beijocas

    ResponderExcluir
  45. Que delícia de post...e de sorriso...
    Parabéns e muitas felicidades pro segundinho...
    Sem esquecer, claro, da princesinha.

    BJS

    ResponderExcluir
  46. Gente,...que post lindo é esse. Eu comcei a vida com gêmeos já...e minhas amigas que tiveram seu primeiro na mesma época em que eu sempre comentam do desenvolvimento das meninas que é mais rápido e talz...mas lendo o seu post agora, me dei conta de que eu ainda sou meio frescurenta com as meninas...Meu "segundo" filho será, então, perfeitamente feliz!!!!! e Viva a experiência

    ResponderExcluir
  47. Genial!
    Adorei o post. Foi só passar o desespero dos primeiros meses com o Luisinho (já estou no 4 mês de mamãe, cheia de prática, veja só!), que eu já comecei a pensar no 2o filhote. E realmente, acho que terei menos frescuras com o próximo. Que venham muitos mais!

    ResponderExcluir
  48. Ameeeiii o post..eh td a pura verdade, a partir do segundo filho devemos ficar mais relax, menos neurotica..ok, ainda estou esperando meu primeiro filho, mas como a 4 filha de uma familia, lembro bem disso com a minha mae, a começar que sempre que ela ia me chamar, ela primeiro chamava os primeiros filhos, para entao meu nome vir a sua mente...resultado disso: sou muito mais independente, mas nao menos amada.

    ResponderExcluir
  49. Sou a primeira da minha casa e senti a pressão de ser a PRIMEIRA. Muita responsabilidade, tudo era eu, eu, eu... Como eu queria ser a segunda! Já a minha irmã, que é a segunda, não vê dessa forma, ela queria ser a primeira. Ela reclama que tudo dela era usado, que eu (a primeira) tenho milhões de fotos de bebê e ela só algumas, sendo que eu apareço em todas junto com ela.Tem gente que reclama muito né? Credo! Temos que viver felizes e pronto. Sendo a primeira, segunda, ou terceira. E por falar nisso, já estou pensando no segundinho, porque ter irmão (ou irmã) é muito bom, reclamando ou não. Bjos.

    ResponderExcluir
  50. MARI,
    VOCÊ É A MELHOR!!!!!!
    QUE BOM QUE VC EXISTE PRA ME INCENTIVAR A DAR O 2o PASSO PARA O SEGUNDO FILHO!!!!!
    : )

    ResponderExcluir
  51. Ótimo texto! Só tenho o Bento por enquanto, mas vejo por aí que o segundinho é mais calmo, mais relaxado. Com certeza isso é reflexo da tranquilidade dos pais!

    ResponderExcluir
  52. Mari eu também tive esses medos e ainda me culpo por deixar a Ciça meio de lado. Fico feliz que é só mais uma paranóia e que ela vai terminar assim, feliz como o Lucas.

    ResponderExcluir
  53. PERFEITO!!!
    É isso aí. Segundo filho sem neuras, sem complicações, sem cuidados excessivos.
    O Tomás é adepto do banho de pia, come fruta com colher de café, usa lencóis e cercadinho cor de rosa, entre outras coisas em comum com o Luquinhas.
    E, assim como ele, vive com um sorrisão no rosto!

    beijos

    ResponderExcluir
  54. de tempos em tempos é assim. eu venho aqui e choro.

    ResponderExcluir
  55. Mari, obrigada por dividir suas experiências e permitir que outras (quase) mamães de segunda viagem possam ver que compartilham de sentimentos muito semelhantes.

    Sua família é linda!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  56. Amei BZ! Mais um da série imperdível! Já mandei para todas as minhas amigas que estão esperando o segundo! E o Luquinhas é tudo isso mesmo!!!! Encantador e fofo demais!!! Beijo!!!

    ResponderExcluir
  57. Que post perfeito. Eh tudo que estou experienciando com o segundinho. E por ser mais relaxada estou curtindo muito mais!
    Sorrisao lindo esse do Lucas.
    BJ

    ResponderExcluir
  58. Mariana, não por experiência do segundo filho, mas por ter sido assim desencanada já com o primeiro que assino embaixo dessa conclusao que teve no final do post. Uma família equilibrada, pais seguros e pouco ansiosos tornam as crianças tbem mais seguras e menos ansiosas.

    Não sou mae de menina, mas posso dizer essa diferença que há entre eles (voce vera melhor com o tempo) é o que me faz ser VIDRADA nos meninos.

    Meninas sao charmosas e delicadas, meninos sao debochados, agitados, desencanados.... AMOOOOOOO.

    É isso ai Mari, não ha mal nenhum em ser um pouco "desligada" com a cria. Pra eles é bom demais.

    Ó so a carinha dele de quem nao está gostando dessa vida, hehehe

    Bjsssssssssss

    ResponderExcluir
  59. Posso contar? Me emocionei muito com esse post, e com o Luquinhas, tão pequeno, mas ensinando tanto!
    Sim, ensinando!
    Eu aqui cheia de dúvidas... Será que fico grávida novamente? Será que amarei o segundo filho tanto quanto o primeiro? Será que ele se sentirá amado? Ele será feliz? Terá um espaço na família?
    E Lucas acaba de me responder com esse sorriso lindão!
    Parabéns pelo filhotinho maravilhoso!

    ResponderExcluir
  60. Adorei seu post e caiu-me com uma luva... Vivo pensando num segundo filho, mas tenho todas essas dúvidas que vc e outras mães registraram aqui... é incrível... achei que era neura minha, pensar se um segundo tmabém seria amado, se teria espaço, etc...etc..etc... mas pelos vistos é um sentimento bem comum...

    ResponderExcluir
  61. caramba mari... 67 comentários (que eu não li, acho que essa é uma obrigação sua, hohoho) para dizer que ele é LINDO!
    que bacana esse post, estou comovida.
    mas fica a questã: eu vejo diversas semelhanças do seu segundo com o meu primeiro, espeialmente no que tange a higiene e o relapso maternal. provavelmente como você, temerei pelo segundo. com razão.

    bjo bjo

    ResponderExcluir
  62. Ah, que lindo texto. Vontade muita de partir pro segundinho já. Beijão.

    ResponderExcluir
  63. Lindo post!!!acho que agente é que complica mesmo... tô no primeiro filhote e ouço muito das avós " não pode isso, não pode aquilo... não faz assim..." excesso de cuidado acho que não é muito bom...
    bjos

    ResponderExcluir
  64. Mari, super obrigada por este texto, porque eu estou numa fase assim: desejando um segundo filho, mas ao mesmo tempo temendo por ele, porque lá em casa e na minha vida tuda anda tão deliciosamente preenchido de Ísis que fiquei sem saber se haveria espaço para um segundinho, ou uma segundinha.

    Esse seu texto me emocionou, apesar de no começo morrer de dó do Luquinhas e pensar "viu, melhor eu nem ter o segundo, coitado, fica largado às traças, mesmo" hahahaha, desculpe, mas pensei mesmo.

    Mas depois, no final fiquei feliz com o desfecho, acalentou meu coração, principalmente na parte em que vc diz que a Alice abriu caminhos. Eu sou a filha mais velha e confesso que ainda tenho dó da minha, até agora primogênita, porque sei que o espaço dela vai diminuir qdo o segundo vier, então esse seu comentário me fez perceber que esse é o papel principal dos primeiros filhos: abrir caminhos! Seja para os pais, que antes deles não sabiam o que seria ter sob sua guarda um serzinho em formação, seja para os irmãos que (se) vierem.

    Obrigada Mari!
    Beijos,
    Nine

    ResponderExcluir
  65. Que post mais lindo..
    E concordo com tudinhooo...rsrsr
    Beijosss...

    ResponderExcluir
  66. Eu AMEI este post! Lindo! Grávida da segunda filha, me faço exatamente essa pergunta: como vamos fazer para abrir espaço na família, ja tão cheia de amor por Clara!
    Mas sei também que os segundos são mais independentes e felizes!
    Bjs
    @viagempimpolhos

    ResponderExcluir
  67. Que legal Mari, adoro seus posts, sempre! E minha mãe confirma a sua teoria com meu irmão, que foi o segundo filho. Beeeem menos stress e neuroses! Se eu tiver um segundo, espero que tbm seja assim!

    Bjão pra vcs e um especial pro gatinho aí

    ResponderExcluir
  68. ahaha. Até chorei, sério mesmo.
    Meu segundo filho é igualzinho ao seu! E eu sou igualzinha a você!

    A gente é tão boba né!

    beijo

    ResponderExcluir
  69. uhu! mariana, esse foi o melhor post que li sobre #segundofilho na blogosfera materna. merece livro, indicações, prêmios, enfim, amei. parabéns!

    ResponderExcluir
  70. Lindo, lindo! To chorando aqui no meu momento decisão ter ou não ter o segundo filho.
    obrigada!
    ana

    ResponderExcluir
  71. Segundo filho é bom demais. E sinceramente, acho que até a mãe do segundo filho é melhor. Me passa uma pequena curiosidade de saber como seria um terceiro, mas às vezes olho o caos em volta e desisto rapidinho. Hehehehe...
    Parabéns pelo blog! Leio sempre, mas é a primeira vez que comento.
    Bjus
    Brenda

    ResponderExcluir
  72. AMEI este post, mais que todos. Ele é perfeito.

    beijo

    Pati

    ResponderExcluir
  73. Que texto lindo, engraçado, gostoso de ler. Adorei. Também tenho um segundo filho, que chama Pedro e está sempre feliz. Tem dois anos, fala frases perfeitas, perguntas incriveis e adora brincar.
    Parabéns pelo blog.
    Vou virar habitué.
    Beijos
    Mariluci (mas pode chamar de Mari)

    ResponderExcluir
  74. Que menino mais lindo, my godness!!
    Eu sempre dou risada das obsessões de mãe de primeira viagem, já prevendo como vai ser mais fácil no segundo filho :)

    ResponderExcluir
  75. Lindo o post!!!Que bebê delicioso !!!!Parabéns !!!Muita saúde para toda a sua família !!!bjcas com carinho,Monique

    ResponderExcluir
  76. Meu segundo filho acabou de nascer e espero que o Theo seja como o seu Lucas!!!

    Parabéns! Texto muito bacana!

    ResponderExcluir
  77. Que post lindo Mariana. Seu filhote é lindo também. Adorei a leveza, a simplicidade de tudo. Demorei pra caramba pra decidir ter o segundo filho depois de ter um aborto depois do meu filho que vai fazer 3 anos em abril. Mas felizmente este ano começou e fiquei flertando muito com a idéia nada nova de ter mais um integrante na família. Seu post foi muito muito inspirador. Amei.beijo

    ResponderExcluir
  78. Que post delicioso... e que motivaçao para se planejar um segundo filho...

    ResponderExcluir
  79. Mariana,

    Que linnnnnnnnnnndo texto do Luquinhas. Adorei! Que delícia de sorriso!! Muita vida, muita saúde e muita paz nessa carinha boa. ó, beijos mineiros pra vcs todos.

    ResponderExcluir
  80. Amei seu post!!! E me identifiquei muuuuito ... tb tenho um segundo filho aqui, de 7 meses, q é assim mesmo ... sp rindo, mesmo com uma irmã de 6 anos q vive apertando ele! Parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
  81. Você já arrumou outra profissão pra vida toda - além da maternidade - cronista! Você bem que podia ter uma coluna num periódico sobre assuntos familiares. Tu tem o dom, amiguinha!

    ResponderExcluir
  82. Tenho os mesmos medos que vc, ainda pensando em fazer ou não um segundo filho, uma cia para a Jade... seu texto foi ótimo e ajuda a desanuviar as preocupações!!

    ResponderExcluir
  83. nossa que texto lindo, ajuda bastante a todas que tem duvida sobre ter o 2° filho. eu desde sempre pensei em ter dois, a ainda penso!Parabens !

    ResponderExcluir
  84. Adorei o post! Conheci o blog hoje, e to adorando!! Eu também tenho 2 filhos e me identifiquei muito, pois meu primeiro filho deu (e dá pq só tem 1 ano e 11 meses) um trabalhão. Foi difícil pra tudo. Já minha segunda filha com 7 meses agora, é realmente uma princesinha, não dá trabalho nenhum, eu não tenho tantas frescuras com ela, também usa roupas, carrinhos, berço do irmão, e ela é super sorridente e feliz, apesar de eu ter de dar mais atenção ao irmão, que é super levado, ela nem liga de ficar esquecida uns minutinhos, rsrs. Segundos filhos realmente vieram pra compensar o trabalho que o primeiro deu!!

    ResponderExcluir
  85. G-E-N-I-A-L!!!!
    vc conseguiu explicar de forma linda e emocionante tudo aquilo que aconteceu e acontece aqui em casa! (menos a parte do menino viver num mundo rosa pq eu tenho 2 meninas - 3 anos e 1 ano e 4 meses).
    Se me permite, vou repassar esse texto pra lá de perfeito para amigas (com todos os créditos q tem direito, sem dúvida!!)
    Outro dia, comentei com outra mae na porta da escola:
    "eu as vezes tenho culpa por nao ficar tanto em casa com minha segunda filha, por nao dedicar tanto do meu tempo à ela como fiz com a primeira...."
    E ela, mãe de 3, respondeu na lata: "não é a toa que ela eh assim tranquila e descolada. Acha que ela é risonha assim porquê?!"
    Seu post tá perfeito, parabéns!!

    ResponderExcluir
  86. Olha eu não descreveria tão bem o meu segundo filho, mas vc o fez com maestria. É exatamente assim com o Antonio que esta com 10 meses. A Cecília tem 2 anos e 7 meses, é impressionante como temos tantos medos no primeiro filho. mas o segundo esta ai pra nos deixar mais relax. Bjuuuuuuuuuuuuus

    ResponderExcluir
  87. Adorei! Lindo,sensível e delicado! Além de bem-humorado, como o restante dos posts.

    ResponderExcluir
  88. Adorei!!! Quando eu tiver um segundo filho espero ser assim como você!!!

    ResponderExcluir
  89. E vc não sabe de quem tem 3. O terceiro, como dizia o marido de uma amiga, se cria sozinho.

    ResponderExcluir
  90. Perfeito!
    É exatamente assim que foi com a Dudinha e é exatamente assim que ela é.. Ridiculamente feliz e sorridente!

    ResponderExcluir
  91. Que texto lindo!
    Me emocionei!
    Toda a alegria do mundo para o seu Luquinhas!

    ResponderExcluir
  92. Sempre leio o teu blog, mas nunca fiz um comentário, mas agora não resisti...Tenho uma filha de 2 anos e 9 meses e uma bebê de 5 meses, e é exatamente isso que acontece, hehehehe... O esterelizador só foi usado nos 3 primeiros meses, agora é uma águinha com sabão. Outro dia peguei a Maria Luísa (o bebê) bem feliz chupando o dedão da Isabela, enquanto essa via desenho.
    E ela é como teu filho, não para de rir!!! Definitivamente o segundo filho é mais feliz!!!
    Beijo
    Frã

    ResponderExcluir
  93. Procurando por textos sobre segundo filho, caí aqui e AMEI! O texto é lindo...
    Tenho um filho só, com 7 anos, e muitas vezes discutimos sobre ter o segundo. Nunca chegamos à uma solução...

    ResponderExcluir
  94. Acabei de pensar algo pra sua lista de vantagens de segundo filho: primeiro filho come gororoba sem tempero, e segundo filho come comida temperada, gostosa... Os meus tem 2 anos e meio e dez meses. Já repassei o link pra várias pessoas, hehe!

    ResponderExcluir
  95. lindo post...sensível...me emocionou...

    ResponderExcluir
  96. Nossa,,, parece piada .... mas na minha casa é IGUALZINHO... minha segunda filha é pobre de parafernalia ... mas é muito feliz ... acorda e dorme com um sorriso no rosto

    ResponderExcluir
  97. Isso foi escritop pra mim....fala serio!!!

    ResponderExcluir
  98. Acabei de descobrir seu blog e me encontro encantada...e esse seu post, ahhh, como conheço bem ser mãe do segundo. Confesso que ri, me identifiquei nas situações e agora estou me acabando em lágrimas em pensar como será com o terceiro que está na minha barriguinha....kkkkk.

    ResponderExcluir
  99. adorei!!!!!
    estou gravida do 2º filho e estou temendo a chegada dele, mas com esse seu post tudo fica mais claro
    parabéns!!!!!ha, o luquinhas é lindo e feliz mesmo......

    ResponderExcluir
  100. Que texto mais lindo! Estou esperando meu segundo bebê, ainda não sei se é ele ou ela, meu primeiro é um meninão lindo, e fiquei emocionada com suas palavras, pois até agora só me preocupei o que meui primeiro filho vai sentir, como vai ser nossa relação quando eu tiver completamente ocupada com mamadas e outras coisas, você me fez refletir e ficar com os olhos marejados.
    Ah e seu filho é lindo, o sorriso dele é contagiante mesmo, parabéns!

    ResponderExcluir
  101. Mariana! Obrigada! Por este texto que me encheu de paz! Estou grávida da segunda, e, sinceramente fui a mãe mais neurótica que eu conheci!!!!! E qual não foi meu desespero em pensar que uma segunda criança não teria tudo o que a primeira teve, e o que eu teria que tirar da primeira para dar qualidade para a segunda..... ufa! Melhor relaxar não? kkkkkk

    ResponderExcluir
  102. Mariana! Obrigada! Por este texto que me encheu de paz! Estou grávida da segunda, e, sinceramente fui a mãe mais neurótica que eu conheci!!!!! E qual não foi meu desespero em pensar que uma segunda criança não teria tudo o que a primeira teve, e o que eu teria que tirar da primeira para dar qualidade para a segunda..... ufa! Melhor relaxar não? kkkkkk

    ResponderExcluir
  103. Texto lindissimo e verdadeiro. Mts vezes nós é que complicamos a vida.

    ResponderExcluir
  104. Ai que delícia de post! Parabéns e obrigada!! Estou grávida do segundo (ou segunda) filho, e ja tenho uma menina de 5 anos.. e as vezes bate aquela culpa de... sei lá, não digo que a gente não se preocupa, mas de certa forma me sinto muito mais relaxada na organização do enxoval.. não pretendo mais ter tudo tão perfeitinho.. tão "combinandinho".. e vem aquela dúvida cruel.. será que o bebê se sentirá menos importante por isso? E é claro que são fantasmas da nossa cabeça.. no fim, sempre dá tudo certo, se a gente não ficar se preocupando tanto, não é mesmo? Obrigada pelo seu texto!!

    ResponderExcluir
  105. Olá, vou ter meu segundo filho e cheguei aqui por acaso. Adorei toda a sua descrição e acho que lá em casa vai ser igual até pq nem no primeiro eu fui encanada... Dizem que o primeiro filho é de vidor, o segundo de borracha mas o terceiro é de ferro...
    Mas vamos combinar, seu filhote é muito lindo, ou melhor, já era nesta época, já que este post tem mais de dois anos...
    Passa pra me conhecer depois, beijocas

    ResponderExcluir
  106. Amei ler isso hehe Parabens querida, vc é uma mae que merece todo o respeito. Ama seus bebes e presta atencao em cada detalhes da vidinha deles. Estou pensando no meu segundo filho e vou lembrar do que li aqui....Obrigada

    ResponderExcluir
  107. Estou pensando no segundo filho também, já tenho o meu Lucas, quem sabe poderia vir a Alice? Amei o texto... parabéns, traduziu o sentimento de muitas mamães pelo que vi nos comentários!

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails