quinta-feira, 14 de julho de 2011

:: A Metamorfose


Transformações assustadoras podem acontecer com pessoas de bem, acompanhem:

Família resolve mudar de casa.

Aí pessoa arrasta o barrigão visitando imóveis, e depois visita imóveis com um bebê de poucas semanas acoplado nos peitos. Pessoa é assediada por corretores por meses a fio. Enfim encontra a potencial casinha dos sonhos, e toca quase sete meses de reforma para torná-la de fato a casinha dos sonhos.

Pessoa bota madeira nos pisos e escolhe tecidos de cores fulgurantes para forrar sofás. Enche a casa de papéis de parede importados. Decide que a escada será vazada (com vãos por onde poderia rolar uma melancia, atenção). Pessoa compra uma mesa de centro composta por retângulos de vidro sobrepostos - não com quatro, mas com OITO cantos perfurocortantes, vejam bem.

Quédizê: pessoa pirou e esqueceu que tem filhos pequenos, correto? Pessoa precisa de fosfosol na veia. Mas agora a casa dos sonhos já está pronta, e é tão linda que dá vontade de dar gritinhos.

De tão linda, pessoa cogita se mudar com a família para um apart hotel até os filhos completarem 18 anos, para poupar a casa dos sonhos da ação de ferinhas hiperativas, lambonas e dotadas de dentes afiados, dedos engordurados e canetinhas hidrocor.

Mas pessoa ainda tem um tico de senso de ridículo, abandona a ideia do apart hotel e se joga na casa nova sem medo de ser feliz.

(Mentira, é com medo. Muito.)

Então pessoa se transforma em uma espécie de monstro. Pessoa vira A Louca da Casa Nova. Com suas variações: A Maníaca do Sofá Recém-Forrado, A Desvairada do Piso Encerado e A Besta-Fera das Paredes Limpas.

Pessoa passa o resto de sua miserável existência a proferir as seguintes frases:

"Ai o meu sofá!"

"Não pula na poltrona!"

"Olha os pés na parede!"

"Não arrasta esse carrinho que me risca o piso todo!"

"Alguém segura o bebê que ele está limpando ranho nas almofadas!"

"Claro que pode desenhar, querida, mas toma aqui umas revistas velhas para forrar o chão..."

E etc.


Pronto, é assim que uma mãe legal vira a temível, desprezível e abjeta Mãe do Miguelito. Aprenderam?




Não tentem isso em casa, moças!

(Ok, se a casa for nova, vá lá...)


30 comentários:

  1. Hahahahahahaha!! Ri horrores com esse post!!! Mas acho que até eu virava a louca com uma casa tão linda assim!!!

    Bjus

    ResponderExcluir
  2. kkkkkkkkk,Muito bom,otimo texto.Descobri o blog a pouco tempo e já sou sua fã...estou tentando fazer o meu (vida de mãe de dois ),dicas? Já fiquei o dia quase inteiro tentando ler todos os posts,(louca!)e me indentifiquei varias vezes.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Mari, vc está parecendo a minha mãe! Credoooo! Ela era tão, mas tão crica com a casa que com o passar do tempo eu fui preferindo sair de casa para brincar com as amigas, depois na adolescência dormia na casa das amigas e nunca ninguém dormia lá em casa e saí de casa aos 19 anos feliz da vida para nunca mais voltar!

    (Te amo mãe, mas morar na sua casa, never more).

    Relaxa, viu?

    Beijos,
    Nine
    http://minhapequenaisis.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. hihi!
    Eh bem assim que me imagino daqui uns tempos. Nao tenho filhos ainda, nem gravida estou, mas construimos aqui uma casa novinha...tudo escolhido com cuidado, paredes com tinta suave...vivo imaginando uma maozinha suja de chocolate nela!hihi
    Mas relaxa, pq as criancas nao vao mudar!
    Beijao!

    ResponderExcluir
  5. Ai, casa nova, que coisa boa! Mãe do Miguelito? Todas as mães que eu conheço são assim qdo se mudam, se isso servir de consolo... Boa sorte com as paredes, acho que serão as primeiras vítimas das mãozinhas (melecadas de tinta) do Luquinha. Será que ainda existe fosfosol? To precisando tb...bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi Mariana, nossa!!! Q coincidencia!!! A Tatiana é madrinha do meu filho. Esse mundo é um ovo mesmo, bizarro!
    Qnd a Tatiana vier a SP de novo falo pra ela arranjar um encontro. Seria ótimo! :)
    Beijos
    PS: amei seu post sobre a casa nova. To rindo até agora, to em reforma e conheço um pouco o feeling. Hehehe!

    ResponderExcluir
  7. Engraçado, conheço esta história de algum lugar... Liga não, manda eles lá pra casa até vc se desapegar dos bens materiais (alguns nunca conseguem, caso do meu par neurótico), te devolvo quando eles não passarem mais pelos vãos da escada!!
    Beijão

    ResponderExcluir
  8. Eh, isso aconteceu por aqui também, mas foi com o Pai... mas tudo passou, depois da décima golfada no sofá novo ou do milhonézimo pedacinho da parede arrancado pelo motocão!!!
    Relaxa, daqui há um ano você terá que pintar de novo mesmo...

    ResponderExcluir
  9. hahahahahaha, me lembro que sala de visitas na casa de minha mãe nem pensar em eu pisar! brinquedos eram só no quarto! e coisas do genero! mas ontem estava a tirar umas manchas de chocolate do sofá e explicar/gritar ao gabi que não pode/é proibido/vai ganhar castigo se limpar a boca de chocolate de novo no sofa. ah, ja tivemos a fase de riscar paredes.....

    ResponderExcluir
  10. kkkk
    Mas não se preocupa que daqui a pouco passa... Quando a casa estiver toda riscada e rabiscada, apesar do seu zelo, aí passa e tu volta a ser uma mãe legal!!

    ResponderExcluir
  11. HAHAHAHAHHAHA

    Boa sorte aí com a casa nova!

    ResponderExcluir
  12. Eita pessoa cuidadosa hahahaha
    beijos

    ResponderExcluir
  13. hahah!!! É tão bom curtir a casinha nova, né?!
    Estamos sentindo falta dos teus posts!!!!
    Estou sorteando um adesivo decorativo lá no Coisas!
    Um abç,
    Maura

    ResponderExcluir
  14. kkkkk!! Porque é que a gente é assim????
    A gente consegue a casa dos comerciais de margarina. Já os filhos...

    bj
    Rê Senlle
    http://umavidamaisordinaria.blospot.com

    ResponderExcluir
  15. Hahahaha, coisa de casa nova. Daqui a pouco desapega.
    Eu, por exemplo, tive que desapegar de toda a coleção de ímãs de geladeira adquiridos em viagens. A Luísa acabou com metade e a Rafa está tentando comer o restante que sobrou. Desapeguei, agora viajo e nem compro mais rsrsrs
    Logo você relaxa. Duro é cuidar pra criança não machucar na escada vazada e nos vidros da mesa, mas eles acostumam também.
    Saudades docê!!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Mulher do céu ! Tô precisando de tratamento, viu ?? A neura com casa nova, sofá novo, paredes limpas toma conta de mim !!

    Pra desencanar, acho que só me mudando pra floresta viu !!! affff Maria !!

    ResponderExcluir
  17. Putss... tadinho!!!

    Não dá né... meu carpet já está todo pintado e cheio de massinhas... Não dá pra controlar 100% tudo que eles fazem.
    Só tento ensinar a não pintar todas as paredes de giz de cera, é lindo quando ele olha um risco dele próprio e fala: Ai ai ai... Já sabe que não pode... mas mesmo assim ainda faz quando se revolta com a vida. Aff

    Beijos

    Adorei o texto!

    Karin
    www.mamaeecia.com.br

    ResponderExcluir
  18. Mariana, mandei um email pra esse email que está no blog te fazendo um convite. Vou aguardar a resposta.
    beijos, Juliana

    ResponderExcluir
  19. e levante a mão quem nunca passou por isso...

    mas passa! e desfruta da casa nova!

    bjs

    ResponderExcluir
  20. hahahahaha!
    não te culpo. até pq me apaixonei perdidamente pelo papel de parede do último post, mas vou te contar um causo....
    na minha infãncia eu tinha uma amiga cuja mãe era tão neurótica que até a mãe do miguelito ia ter medo.
    ela fazia a gente calçar meias (q ela mesma escolhia) bem fofas pra não riscar o chão. ela varria toda a obra, mesmo com a casa nova deles ainda sem telhado. ela colocou um tapetão comprido, de uns 8 metros mais ou menos, pra ligar o portão a porta da casa, só para que não pisássemos na grama e na varanda.
    uma coisa.

    hahahaha

    bjocas

    ResponderExcluir
  21. Mari,

    o post parece que foi escrito baseado em minha historia aqui! todos os minimos detalhes aconteceram aqui. NO comeco levei muita bronca de quem me via dando grito na pobre filha de 14 meses. Agora a menina recebe visita das amiguinhas e dah grito nelas quando pulam no sofa, passam a mao nos vidros da porta ou esfregam a parede!!!
    Bem-vinda ao mundo da casa perfeita com moradores "perigosos"
    Abraco,

    ResponderExcluir
  22. hahha amei por que me mudei também quando os meus tinham 6 meses...até ai tudo bem...agora com 1 ano e 3 meses eles já sujaram todas as paredes branquinhas, brincam de esconde esconde nas cortinas tb bbranquinhas ( com a boca sempre suja e nariz, idem)...arrastam as cadeirinhas pelos pisos, enfim idêntico a você, mas não ligo não...tb to pensando num jeito de impedir que abram a testa na ponta das mesas...bjs

    ResponderExcluir
  23. Mari, eu tô nessa faseeeeeeeeee, eu te compreendoooooooooo pq não tenho baby ainda então não me sinto culpada de bancar neurótica. hhhhhahahaha.
    Acabei de me mudar depois de 6 meses de espera, arrumação (on going never ends!) e decoração.
    Eu tenho 2 goldens retrievers e todo meu stress é com as patinhas de terra do jardim no meu sofá mais-que-lindo!!!
    Agora imagina os babys que têm acesso a todas as partes da casa? Deve ser duro mesmo, mas tb tenho que me preparar pq meu dia não tarda chegar...rsrsrs


    bjooooos

    Nana
    www.oamorporentreobaby.blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. KKKKK, morri de rir. Aqui em casa é igualzinho. Mas é só até a primeira mancha. A gente fica P.. da cara quando os pequenos sujam pela primeira vez, depois vai ficando normal. Mas não deixo de ter inveja das minhas amigas que não têm filhos cujas casas são impecáveis. Aqui ainda não dá, daqui uns dois anos talvez! Fazer o que né? Faz parte.

    ResponderExcluir
  25. Eh... casa nova eh metamorfotico. A gente mudou tb dia desses e eu estava nessa (so que eu ainda nao tenho moveis, entao ao inves do sofa novinho eu tenho uma barraca e uma tabela de basquete na sala, manja?), ate que um dia, sem explicação, o piso da sala apareceu com uma lasca. Tipo. lasca arrancada, e so da pra ter sido com uma peixeira pq gente... nao tem carrinho que o faça... depois disso eu desencanei. Virgindade da casa partida, agora pode riscar, estraga, sujar... nao eh praga nao, mas vai acontecer com vc, eh a desmetarmofose :-)
    beijos da sumida,
    Keiko

    ResponderExcluir
  26. rsrs, sabe que quando me mudei, há cerca de 1 ano e meio, recém saida de um apê de 60mt para um sobradao de 300m e o gugui tinha apenas 2 anos e 1/2 eu tive essas preocupaçòes.

    Como disse, 1 ano e 1/2 depois o sofá que era bege está preto e com uma mantinha tosca toda desfiada pelo cachorro (que antes não subia no sofá)

    A parede perto da janela tem marcas de pés do Gugui, dá até p comparar o quanto o pé dele cresceu.

    A mesa está intacta, ele passou ileso pelos cantos de vidro.

    o tapete eu já troquei, tirei o de 'pelinhos felpudos e confortáveis' que já estavam duros de tanta massinha e coloquei um mais simplão... enfim.. te consolo.

    A NEURA passa, passa tão rápido quanto a baguncinha que eles fazem.

    Nota: o restante dos cômodos está ok, lindos lindos, só a porta do armário da cozinha soltou um pouco, mas marido já arrumou.

    :o))))

    beijos e conta mais depois!

    ResponderExcluir
  27. Adorei, fiquei pensando: é mesmo, caramba, pra que raios mandei cobrir o bendito sofá...agora tenho que ficar berrando pra nao riscarem, nao pularem em cima do couro novinho, nao encostarem nenhum objeto que possa rasgá-lo, ainda bem que pelo menos manchar é mais difícil...rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  28. kkkkkkkkkkkkkkk, Morro de rir das suas historias, Mari. Você é uma figuraça!!!!

    ResponderExcluir
  29. rsrsrsrs tua casa deve ser linda. NEstas horas sempre lembro da nossa infância: sacadas sem prteção, tomadas sem proteção, quinas sem proteção.

    E aqui estamos e as casas dos nossos pais estnao muito bem, obrigada.

    Sou do time que acha que a criança deve crescer sabendo que tem que cuidar com os enfeites e sabendo que nõa pode riscar a mesa.E tem que ir no museu e saber que não pode tocar no quadro. Se adaptadno a vida, uai!


    beijos e Feliz Casa Nova!


    beijos

    Pati

    ResponderExcluir
  30. Amiguinha, lamento te informar, mas tua casa vai mudar bastante dentro de uns dois anos. Espero que tenhas tido o bom senso de escolher um sofá de cor escura.
    Hoje, minha sala virou um centro de recreações psicomotoras (não estou usando de metáforas). E sou eu quem convido as crianças a pularem nas almofadas.
    desmontei a sala de jantar para dar lugar a um braquiador, balanços, trapézios, etc. Falo sério, olha aqui (as cenas são fortes, atenção):

    http://ensineseubebe.blogspot.com/2010/09/loucuras-que-uma-mae-faz_12.html

    Besitos

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails