terça-feira, 31 de março de 2009

:: Ainda a toxo


Meninas, obrigada pela preocupação e desejos de melhoras. Tô ótima, é coisica de nada, mesmo.

Flávia perguntou se dói: não dói.

Riti perguntou como a gente sabe se pegou: exame de sangue. A grande dica, pelo que entendi, são gânglios. Muitos, milhares, principalmente na região do pescoço. Eles são pequenos e não doem, mas andam. O meu favorito apareceu ao lado daquela cartilagem triangular da orelha, bom no ponto onde a gente sente a articulação do maxilar - o que me fez pensar em mordida errada, inflamação da tal articulação, evitar alimentos duros, blá-blá-blá. Depois ele desceu um pouco e veio parar ali no ponto onde o lóbulo cola no rosto, onde reside até hoje. Passo a mão e sinto o carocinho, do tamanho de uma ervilha. Pelo que entendi, quando ele sumir é sinal de que a doença foi embora, ou quase. 
Outros sintomas: sensação de gripe, febre baixa, inflamaçãozinha de garganta. Na verdade, tudo depende do seu sistema imunológico: quem tá nos trinques nem percebe que tá doente. Quem tá com a resistência meio capenga (me! me! me!) fica com essa gripezinha que não passa. Pode dar um treco no olho também, mas sobre isso não tenho detalhes.

Tatá perguntou quando posso embarrigar de novo: quando passar. Vou repetir o exame em uns 2 meses e, se der negativo, tô liberada. E imunizada, o que é importante: o exame também mostra se a gente já tem os anticorpos pra doença. O bom é que é uma coisa a menos pra eu me preocupar durante a próxima gravidez (sobra mais espaço pra eu me preocupar com o trampo que vai dar o número dois, né Rebeca?).

E Riti, de novo (ela pode porque tem uma guriazinha dentro da barriga, então vale por duas), insinuou CRUDELISSIMAMENTE que eu já posso trocar meu cães queridos por gatos. Papelão, Dona Riti. Sou super do time dos cachorros. Nunca trocaria por felinos meus labradores lambões. Até acho chique e andei cultivando a idéia de ter uma gata - não substituindo, mas fazendo companhia aos cães, tipo um projeto paralelo - só pra dar um nome afrancesado e aprender com ela a ser elegante. Mas aí arrumei um marido alérgico e abandonei esse plano. Mas Ri, tive uma idéia: quando, um dia, a senhora tiver a sua própria toxoplasmose (porque, sério, fora da gravidez é super negócio: você se protege pras barrigadas futures e ainda ganha paparicos das cyberamigas) eu me dou de presente uma gata, batizo de Adèle e deixo ela morar com você! Tá? 

ATUALIZADO:

Gente gente, tudo mentira! Em geral é muito simples, mas pode dar umas complicações cabulosas também, como a Maíra conta nos comments. Ela teve o tal problema no olho e perdeu parte da visão.

(Quando perguntei sobre isso pra médica que me atendeu aqui em Paris, pois tinha visto essa questão do olho na internet, ela me disse que havia perigo para o feto ou para pessoas com sistema imunológico debilitado, mas que em adultos sadios não havia dano permanente e qualquer incômodo ocular passava junto com a doença. Por isso relaxei, e por isso o tom do post. Então tô retificando: não é ok, tá gente? Melhor evitar!)

Ah, e gatinhos são seguros também, é só tomar alguns cuidado. A Lilata explica melhor nos comments!

Beijos e valeu, meninas!



16 comentários:

  1. Olha, vamos parar com o preconceito contra os felinos, tá?? rsrsrsrs! Eu tenho dois em casa e engravidei numa boa. Fiz exame de toxo nos dois antes de engravidar e como deu negativo, relaxei geral. Eles não saem na rua e só comem ração, então não tinham como pegar toxo. É perigoso só com gatos que são liberados pra irem pra rua ou que comem comida de gente. Passei a me preocupar só com as carnes cruas, legumes e verduras mal lavadas, mas não com os gatinhos, tadinhos!!!beijinhos e melhoras, Re

    ResponderExcluir
  2. Hahahahahaha... adorei! e também sou do time dos cachorros... Com todo respeito aos gatos da Lilata.
    Te cuida! bjs

    ResponderExcluir
  3. Conheci o blog há uns 3 meses por indicação de um amigo em comim e, por estar grávida (agora com 37 semanas), leio sempre e curto muito. Nunca coloco comentários, fico na minha, mas dessa resolvi falar uma coisinha: Mariana e meninas, não vale a pena ter toxoplasmose nem antes, nem durante e nem depois... Tive há uns 13 anos e percebi um dos sintomas quando eu acordei de manhã e parecia que o meu olho esquerdo não conseguia focar em nada, não dava pra enxergar direito (além de uma dorzinha esquisita "atrás do olho"). Depois de muitos exames para descartar todas as possibilidades, a conclusão foi de que eu tive uma inflamação no nervo ótico por causa de toxoplasmose. O resultado foi a perda da visão periférica no olho esquerdo, algo que não é possível recuperar de maneira alguma. Quando alguém chega do meu lado eu não enxergo, se tem um carro me ultrapassando pela esquerda eu não enxergo, coisas com as quais tive que me acostumar com o tempo. Claro que durante a gravidez não estou precisando me preocupar tanto com os alimentos que eu como fora de casa, mas dizer que foi bacana ter tido toxoplasmose antes de engravidar, pra mim não rola... Por isso: se cuidem, nunca é demais se cuidar em qualquer momento da vida e principalmente comer alimentos crus ou mal cozidos apenas em lugares suuuper confiáveis. Realmente a maioria das pessoas nem percebe que teve toxo, acha que é uma gripe, mas existem outras maneiras da doença se manifestar que podem ser bem complicadas. Bjinhos e parabéns pelo blog (a-do-ro como você escreve, uma delícia de ler.

    ResponderExcluir
  4. Mari,
    eu já era sua fã. Agora que sei que vc tem dois labradores lambões, vc é minha heroína pra sempre!!!!
    Eu tb tenho 3 (tudo menina): A Bia e a Duda são labradoras, amarela e preta. A Gabi é uma golden. E ainda tenho um papagaio que dá mais trabalho que as 3 e se já chama João Vitor. Mas ficaram todas em Bh, com minha máe. Acho que compensei ela muito bem a minha ausëncia rsrsrs. E aqui em MOntreal, todos os gatos dos vizinhos são meus amigos tb. Será que gosto de bicho?

    ResponderExcluir
  5. também sou do grupo das cachorrentas... adoro gato (viu lilata!), mas também tenho alergia...
    E que bom que você está bem, também tenho uma amiga que teve toxo na adolescência e ficou com um problema na vista...
    bjs
    ps. você nunca mais tocou no assunto: e a ménage com o chico??? rá!

    ResponderExcluir
  6. vó preocupada de novo1 de abril de 2009 08:19

    E só agora você fala isso?
    Já pro oftalmologista!!!!
    vó preocupada de novo

    ResponderExcluir
  7. Aqui no Brasil a toxoplasmose transmitida por gatos e outros bichos é muito comum. Uma tia perdeu boa parte da visão depois de contrair toxoplasmose através de um arranhão do próprio gato. Todo cuidado é pouco com estas e outras doenças transmissíveis por animais e por nossos próprios maus hábitos, que podem ser facilmente evitados, desde que estejamos conscientes deles.

    ResponderExcluir
  8. Mariana, eu já era fã do blog, e agora com a sua consideração em "comentar o meu coment" vi o quanto você é bacana e cuidadosa. Eu, do lado de cá do teclado só achei que era importante avisar a mulherada...
    Bom, continue nos alimentando com o seu texto saboroso e bem humorado!
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Mariana, sempre "futuco" seu blog mas hoje resolvi comentar por se tratar de um assunto que muito me interessa e me assusta. Estou gravida de 19 semanas, moro no sul da França e desde o dia em que foi comfirmada a gravidez pela médica faço um acompanhamento mensal através de exame de sangue pq nao tenho imunidade contra a toxoplasmose. Perguntei a todas as minhas amigas mamaes no Brasil se tbm era assim e vejo que isso é muito mais sério aqui por aquilo que vc disse: as carnes nos restaurantes daqui mesmo pedindo bem passadas continuam sangrentas. rsrs Por isso o indice de toxo na terra da baguete é muito mais elevado. A opçao é comer carne vermelha so em casa mesmo quase num estado carvao... mas tudo pela proteçao do bebezinho antes né??!! hehe Beijo e parabens pelo blog,vc escreve super bem de uma forma direta me tira muitas duvidas!!

    ResponderExcluir
  10. Que legal suas retificações. Parabéns.
    Adoro bichos também, principalmente cachorros, mas gatos são uns fofos. Entendo a Renata pois os gatos dela são vacinados e muito bem cuidados, mas trabalhei com um Professor que perdeu a visão do olho esquerdo completamente por conta de toxoplasmose na adolescência também. E, segundo ele, contraiu por causa dos gatos que lidava... sei não, é melhor as grávidas e todo mundo tomar cuidado. Beijão!! Fica boa logo e dê notícias pra gente sempre que puder.
    Salud! (É assim?) :-)

    ResponderExcluir
  11. Oi, Mari!

    Passando da toxoplasmose para a maternidade...

    Queria dividir com vocês o post de uma blogueira/mãe de duas/brasileira morando no Canadá (eu persigo os brasileiros que moram no Canadá porque pretendo me mudar pra lá logo, logo) que fala do que eu chamei de o "dark side" da maternindade.

    Achei lindo, tocante, sincero!! Quem é a mulher para além da mãe? Nem sou mãe, mas já me identifiquei total com o dilema. hehehehe E lembrei de você na hora. Aliás, de nós.

    Beijos a todas.

    PS: Fica 100% logo!

    Ah! O post (dã): http://www.coloridavida.com/blog/2009/04/o-outro-lado-da-maternidade/#more-1255

    ResponderExcluir
  12. mariii, agora tenho um blog... ahhh seu postal chegou, eee, e quando der, manda uma foto pra mim , pra eu postar no site dos slings... uma foto com vc usando com a alice...

    e melhoras viu!

    da uma passada la no meu blogzito novo.. bjos

    www.sunglassesss.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Mari, hoje almocei com duas amigas médicas e, como estávamos falando da França, lembrei do seu caso. Elas disseram que, fora da gravidez, os riscos realmente são mínimos. Mas, como nenhuma das duas é oftalmo, não custa ouvir a opinião de um para se prevenir.
    Beijão e melhoras!
    P.S. Adicionei seu blog na minha lista de links, entro sempre!

    ResponderExcluir
  14. Cherie, você ia ficar chiquérrima de gata persa pra cima e pra baixo. Haha!
    Não desmerecendo seus labradores babões e brincalhões fofos, claro!

    Beijos.
    Riti, cada dia mais barriguda!!

    ResponderExcluir
  15. Oi MAriana, chegando no seu blog agora e já dando pitacos. Talvez por aí na França ser tão comum a toxo aguda eles não vejam tanto as complicações oculares como aqui no Brasil. Ou por aqui, a gelera, povão rrssrs, ter a imunidade mais baixa e daí não manifestar a doença, mas não sei lá por que, um belo dia (digo, num péssimo dia) a imunidade resolve baixar e a doença se manifestar, entendeu? Beijo e cheguei pra ficar.Ciça

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails